Como tirar a sua CNH Internacional (PID)


     Para dirigir no exterior é necessário obter a PID (Permissão Intenacional para Dirigir). Ela é nada mais do que uma tradução em vários idiomas da CNH emitida no Brasil de acordo com a Convenção de Viena. Imgaine que você esteja viajando no exterior e um guarda de trânsito o pare em uma fiscalização e ao apresentar sua CNH brasileira ele não entenderá o que está escrito. Com a PID o sua CNH pode ser interpretada por guardas de trânsito de vários países.

 

     Alguns países europeus e estados norte-americanos não exigem a PID, mas recomendamos obtê-la pois se o guarda de trânsito não conseguir traduzir as informações de sua CNH ele pode retê-la, apreender o veículo e impedir que você siga viagem.

 

     Existem duas maneiras de conseguir sua PID: pessoalmente em um posto do Detran do seu Estado ou no próprio site do Detran. A segunda opção é de longe a mais fácil. O site do Detran tem um passo a passo muito bem explicativo e o reescrevemos abaixo:

 

1 - Entre no site do Detran do seu Estado e faça o cadastro no formulário que aparece após clicar no item "CADASTRO" no canto direito da página inicial.

 

2 - Ao finalizar o cadastro faça o login. No quadro à direita referente à SERVIÇOS ELETRÔNICOS clique em "MAIS SERVIÇOS ELETRÔNICOS".

 

3 - Na tabela de serviços à esquerda, referente à CNH, vá até o fim e clique em "SOLICITAÇÃO DE PID".

 

4 - Confirme o número da habilitação e o CEP do endereço onde será entregue a PID.

 

5 - Após a confirmação da solicitação vá ao Banco do Brasil ou ao Bradesco e faça o depósito no valor pedido pelo Detran (R$ 224,07 já incluindo a postagem do Correio). Não existe boleto, você pode ir ao caixa e com o CPF do condutor e informar os códigos de receita 425-0 e o código de serviço 28. Você também pode fazer o pagamento pelo internet banking.

 

6 - Após o pagamento o Detran irá enviar a PID em até 7 dias úteis ao endereço cadastrado.

 

7 - Faça o acompanhamento do status de sua PID na mesma tabela do passo "3" no segundo item "Acompanhamento de Serviços CNH". É possível visualizar o número da AR do correio e rastreá-la pelo site dos Correios.

 

 

PAÍSES SIGNATÁRIOS DA CONVENÇÃO DE VIENA:

 

África do Sul, Albânia, Alemanha, Angola, Argélia, Argentina, Austrália, Áustria, Azerbaijão, Bahamas, Barein, Belarus, Bélgica, Bolívia, Bósnia-Herzegovina, Bulgária, Cabo-Verde, Canadá, Cazaquistão, Chile, Cingapura, Colômbia, Coréia do Sul, Costa do Marfim, Costa Rica, Croácia, Cuba, Dinamarca, El Salvador, Equador, Eslováquia, Eslovênia, Espanha, Estados Unidos, Estônia, Filipinas, Finlândia, França, Gabão, Gana, Geórgia, Grécia, Guatemala, Guiana, Guiné-Bissau, Haiti, Holanda, Honduras, Hungria, Indonésia, Irã, Israel, Itália, Kuwait, Letônia, Líbia, Lituânia, Luxemburgo, Macedônia, Marrocos, México, Moldávia, Mônaco, Mongólia, Namíbia, Nicarágua, Níger, Noruega, Nova Zelândia, Panamá, Paquistão, Paraguai, Peru, Polônia, Porto Rico, Portugal, Reino Unido (Inglaterra, Irlanda do Norte, Escócia e País de Gales), República Centro-Africana, República Democrática do Congo, República Checa, República Dominicana, Romênia, Rússia, Saara Ocidental, San Marino, São Tomé e Príncipe, Seichelles, Senegal, Sérvia, Suécia, Suíça, Tadjiquistão, Timor , Tunísia, Turcomenistão, Ucrânia, Uruguai, Uzbequistão, Venezuela e Zimbábue.

 

     Para dirigir na França existe outra opção além da PID. Você pode dirigir com a sua CNH original emitida no Brasil junto com uma tradução juramentada. Esta tradução tem que ser feita com um tradutor juramentado pela Embaixada francesa no Brasil. Ligue para a embaixada ou o consulado francês mais próximo de sua residência e peça o telefone de um tradutor juramentado. 

 

Texto: Rafael D'Angelo.

Matérias Relacionadas