Sugestão de Roteiro


     As principais atrações de Roma se localizam entre a Roma Antiga, o Centro Histórico e o Vaticano, regiões relativamente próximas umas das outras o que facilita a logística para visitar a cidade.

 

     Se você tem pouco tempo sugerimos um roteiro mais enxuto e corrido com duração de 2 dias completos (3 noites de hospedagem). Caso você tenha mais tempo reserve 3 dias completos para conhecer melhor a cidade em um rítimo menos corrido, e pelo menos um dia para fazer um passeio a ser escolhido nos arredores de Roma.

 

     Assim como outras grandes cidades européias, em algumas atrações as filas são imensas para comprar ingresso. Acrescente este tempo em suas visitas ao Vaticano, ao Coliseu e às Ruínas dos Fóruns Imperiais, ou adquira online os ingressos para evitar estas filas.

 

     Podemos dividir o tempo necessário para visitar Roma Antiga, o Centro Histórico e o Vaticano em 4 partes iguais de meio período (uma manhã ou uma tarde) da seguinte forma:

 

1) ROMA ANTIGA:guarde meio período para conhecer o Coliseu e as ruínas dos Fóruns Imperiais e do Palatino.

 

2) CENTRO HISTÓRICO: meio período é o suficiente para fazer um roteiro a pé pelas ruas e praças do Centro Histórico.

 

3) BASÍLICA DE SÃO PEDRO: se quiser conhecer a Basílica, subir no topo e conhecer as Grutas do Vaticano guarde mais que 4 horas. 

 

4) MUSEUS VATICANOS:  a visita ao museu dura entre 2 e 3 horas. Adicione mais uma hora pelo menos para a fila do ingresso. O museu não abre às segundas-feiras. 

 

 

ROTEIRO DE 4 DIAS E 3 NOITES (2 DIAS COMPLETOS):

 

DIA 1: CHEGADA E RECOMHECIMENTO DE ÁREA

     
     Chegada em Roma. Dependendo do horário dá para aproveitar uma tarde inteira e antecipar uma das 4 opções de passeios acima. Caso contrário, aproveite o pouco tempo reconhecendo a cidade fazendo um city tour em ônibus da City Sightseeing ou da 110 Open que partem da Estação Termini.

 

    À noite vá ao bairro Trastevere onde se encontra a vida noturna de Roma. 

 

DIA 2: ROMA ANTIGA E CENTRO HISTÓRICO

     Acorde bem cedo e vá direto ao Coliseu. É o melhor lugar para começar a visita em Roma. Se você acha que o Coliseu pode ser a melhor atração (e está entre as melhores) e o restante perderá a graça, você está enganado. Aproveite o mesmo ingresso do Coliseu e de lá entre nas ruínas do Palatino e dos Fóruns Imperiais. Faça um circuito começando pelo Palatino, depois siga pelas ruínas dos Fóruns Imperiais e termine o passeio na Roma Antiga no monumento ao Rei Vittorio Emanuele II. Suba de elevador panorâmico até o topo.

 

     Após o almoço inicie o passeio a pé pelo Centro Histórico ali mesmo após o monumento ao Rei Vittorio Emanuele II, na Piazza Venezia. Siga pela Via del Corso, a principal rua do Centro Histórico até a Via delle Muratte. Vire à direita nesta via até chegar na Fontana di Trevi. Aprecie a belíssima fonte, jogue sua moeda e faça seu pedido. 

 

     Da Fontana di Trevi siga pela Via della Stamperia e pela Via del Tritone até a Piazza Barberini onde se encontra a Fontana del Tritone e o belo Palazzo Barberini. Da Piazza Barberini siga pela Via Sistina até a Piazza di Spagna. Após descer a escadaria siga à direita pela Via del Balbuino até a Piazza del Popolo. Não deixe de visitar a Igreja de Santa Maria del Popolo e a Capela Chigi.

 

     Após a Piazza Santa Maria de Popolo siga pela Via del Corso voltando em direção à Piazza Venezia. Após passar pela Piazza della Colonna vire á terceira direita por 3 quarteirões até o Panteão. Conheça o Panteão e a Igreja de Santa Maria Sopra Minerva. De lá siga pelas ruazinhas adjacentes até chegar na Piazza Navona onde se encontram a Fontana dei Quattro Fiumi e o Palazzo Pamphilj, a Embaixada Brasileira. 

 

     Saia da Piazza Navona pela saída próxima à Embaixada Brasileira, atravesse o Corso Vittorio Emanuelle II e siga até a Piazza Campo di Fiori. Por fim, conheça a Piazza Farnese que está ligada à Piazza Campo di Fiori por uma passagem. 

 

DIA 3: VATICANO

     Reserve o dia para conhecer o Vaticano. Por ter menos fila de manhã bem cedo vale à pena conhecer os Museus do Vaticano primeiro. Mas este é um passeio muito mais cansativo se compararmos com a Basílica de São Pedro. São 2 andares com muitas salas de temas diferentes. O maior destaque é a Capela Sistina, lugar onde acontece o enclave para a escolha do Papa. 

 

     Almoce em algum restaurante nas proximidades. Após o almoço visite a Basílica de São Pedro. Não se esqueça de subir até o topo da cúpula. Não vá se não tiver condições físicas pois o elevador não vai até o topo. Do ponto final do elevador até o topo existe uma escadia íngreme com 320 degraus. 

 

     Se der tempo visite também as grutas do Vaticano, onde se encontram os túmulos de alguns papas, inclusive de João Paulo II. À noite faça um tour noturno para ver o Coliseu, as ruínas dos Fóruns Imperiais e a Fontana di Trevi iluminados à noite. 

 

DIA 4: DIA LIVRE E FIM DA VIAGEM

     Se você ainda tiver tempo livre escolha uma atração que não estava nos planos iniciais. Sugerimos conhecer a Basílica de Santa Maria Maggiore ou a Basílica de San Giovanni in Laterano. Também são boas opções as Termas de Caracalla e o Castel Sant'Angelo. 

 

 

ROTEIRO DE 5 DIAS E 4 NOITES (3 DIAS COMPLETOS):

 

DIA 1: CHEGADA E RECOMHECIMENTO DE ÁREA

     Chegada em Roma. Dependendo do horário dá para aproveitar uma tarde inteira e antecipar uma dos 4 circuitos: Roma Antiga, Centro Histórico, Basílica de São Pedro ou Museus Vaticanos. Caso contrário, aproveite o pouco tempo reconhecendo a cidade fazendo um city tour em ônibus da City Sightseeing ou da 110 Open que partem da Estação Termini.

 

DIA 2: ROMA ANTIGA, BOCCA DELLA VERITÀ, TERMAS DI CARACALLA E BASÍLICA DE SAN GIOVANNI IN LATERANO

     Acorde bem cedo e vá direto ao Coliseu. É o melhor lugar para começar a visita em Roma. Se você acha que o Coliseu pode ser a melhor atração (e está entre as melhores) e o restante perderá a graça, você está enganado. Aproveite o mesmo ingresso do Coliseu e de lá entre nas ruínas do Palatino e dos Fóruns Imperiais. Faça um circuito começando pelo Palatino, depois siga pelas ruínas dos Fóruns Imperiais e termine o passeio na Roma Antiga no monumento ao Rei Vittorio Emanuele II. Suba de elevador panorâmico até o topo.

 

     Após o almoço desça pela Via del Teatro di Marcello até chegar ao Templo di Vesta. Em frente ao templo conheça a Igreja de Santa Maria in Cosmedin onde se encontra a Bocca della Verità. Aproveite e visite o sítio onde se encontrava no passado o Circo Massimo. Atravesse todo o campo e pegue a Via delle Terme di Caracalla onde se encontram as Termas de Caracalla. Se você não estiver tão cansado e se ainda der tempo siga pela Via Druso até a Basílica de San Giovanni in Laterano, a primeira igreja cristã de Roma. Em frente à basílica existe uma estação de metrô para retornar ao hotel.

 

DIA 3: BASÍLICA DE SÃO PEDRO, CASTEL SANT'ANGELO, PARTE OESTE DO CENTRO HISTÓRICO E TRASTEVERE

     Chegue cedo à Basílica de São Pedro. Conheça seu opulente interior. Não deixe de subir até o topo da cúpula. Não vá se não tiver condições físicas pois o elevador não vai até o topo. Do ponto final do elevador até o topo existe uma escadia íngreme com 320 degraus. Se der tempo visite também as grutas do Vaticano, onde se encontram os túmulos de alguns papas, inclusive de João Paulo II.

 

     Após o almoço siga a pé até o Castel Sant'Angelo. Originalmente foi construído para servir de mausoléu da família do Imperador Adriano. O lugar também serviu de fortaleza e esconderijo dos papas. Suba até o topo para tirar uma bela foto da cidade. Atravesse a Ponte dos Anjos em frente ao Castel Sant'Angelo e siga beirando o rio até a próxima ponte. Tire uma foto do belo Palácio da Justiça (Palazzo della Giustizia) e entre à direita na Via Giuseppe Zanardelli até chegar na Piazza Navona onde se encontram a Fontana dei Quattro Fiumi e o Palazzo Pamphilj, a Embaixada Brasileira. 

 

     Saia da Piazza Navona em direção ao Panteão e à Igreja de Santa Maria Sopra Minerva. Após visitar estas duas atrações siga em direção ao Largo di Torre Argentina e pegue o Corso Vittorio Emanuelle II à direita até a Via dei Baullari. Siga por esta rua até a Piazza Campo di Fiori. Por fim, conheça a Piazza Farnese que está ligada à Piazza Campo di Fiori por uma passagem. Atravesse a Ponte Sisto e descanse um pouco em um bar no Bairro do Trastevere. Aproveite para jantar se já for hora. Se chegar cedo conheça a Basílica de Santa Maria in Trastevere antes do aperitivo ou do jantar. 

 

DIA 4: MUSEUS VATICANOS, PARTE LESTE DO CENTRO HISTÓRICO E GIANICOLO

     Reserva sua manhã para conhecer os Museus Vaticanos. São 2 andares com muitas salas de temas diferentes. O maior destaque é a Capela Sistina, lugar onde acontece o enclave para a escolha do Papa. Ao sair do Museu pegue o metrô e desça na estação Flaminio onde se encontra a Piazza del Popolo.

 

      Após o almoço visite a Igreja de Santa Maria del Popolo e a Capela Chigi. Suba as escadarias até o topo onde se encontra o Parque da Villa Borghese e um mirante. Deste ponto siga por cima pela Via della Trinità del Monti ou por baixo pela Via del Balbuino. As duas são paralelas e dão na Piazza di Spagna. Se vier por cima ao chegar na Piazza di Spagna desça a escadaria e com um mapa na mão se oriente para chegar à Fontana di Trevi. 

 

     Saia da Fontana di Trevi e siga pela Via della Stamperia e pela Via del Tritone até a Piazza Barberini onde se encontra a Fontana del Tritone e o belo Palazzo Barberini. Da Piazza Barberini siga pela Via delle Quattro Fontane até a Basílica de Santa Maria Maggiore. 

 

     Se o dia ainda estiver claro pegue um táxi e vá até o Gianicolo, o mirante mais alto de Roma onde se desfruta de uma espetacular vista da cidade, local ideal para uma despedida ao pôr-do-sol.

 

DIA 5:  DIA LIVRE E FIM DA VIAGEM

     Se não deu tempo de ir até o mirante do Gianicolo no final do dia 4 faça este passeio pela manhã do dia 5 se você tiver tempo. 

 

*OBSERVAÇÕES:

 

1) Você pode trocar o dia de visita à Basílica de São Pedro com os Museus Vaticanos. Lembre-se que os Museus Vaticanos fecham às segundas-feiras. 

 

2) Não deixe de fazer um tour noturno de preferência de táxi passando pelo Coliseu, as Ruínas dos Fóruns Imperiais e a Fontana di Trevi que ficam iluminados à noite. O problema é que a região do Coliseu fica inóspita à noite. 

 

3) Não incluímos o passeio de barco pelo Rio Tevere pois o serviço está suspenso por tempo indeterminado. 


PIAZZA DI SPAGNA

TESTE

Matérias Relacionadas